fbpx

Quem souber qual é o assunto mais comentado no Brasil e, também, no mundo, eu dou um doce de coco. Sim, é o coronavírus ou Covid-19. Você sabia? Então, quando a gente se encontrar pessoalmente, entrego o doce de coco. Brincadeiras à parte, o vírus que ameaça o mundo foi identificado em 1960, mas, o surto atual é uma variação da família coronavírus. E a Organização Mundial da Saúde notificou o primeiro alerta, depois que autoridades na cidade Wuhan, na China, informaram sobre casos misteriosos de pneumonia. Obviamente, num mundo globalizado, o coronavírus está tornando-se uma epidemia mundial. Há formas de controle? Sim, mas cada governo precisa criar seu plano de ação, baseado em informação e prevenção. Mas, independentemente do receio que todos temos, quero destacar as recomendações da OMS para prevenir no ambiente de trabalho a propagação do novo vírus.

Mesmo em áreas que ainda não registraram contaminação do vírus, o documento deixa claro sobre as precauções e medidas de atenção. Nos locais de trabalho, mesas, cadeiras, telefones, teclados e outros equipamentos precisam ser higienizados com pano e desinfetante regularmente (a contaminação de superfícies é uma das principais formas de transmissão de Covid-19); se possível e em caso de surto, propor o trabalho remoto (em um esquema de home office, por exemplo), que auxilia a evitar contatos desnecessários. Fora isso, os funcionários deixam de usar o transporte público, onde há grandes aglomerações.

Para a higiene respiratória, deve-se usar lenços descartáveis, que precisam estar disponíveis no ambiente de trabalho para o empregado assoar o nariz ou tossir sem espalhar gotículas com vírus; o trabalhador que estiver sentindo-se doente ou com febre e sintomas respiratórios não deve ir ao trabalho. Os dirigentes não devem cobrar a presença de pessoas doentes no serviço; é recomendável que a empresa distribua dispensadores com álcool-gel em locais visíveis. Esses equipamentos também podem ser usados para colocar sabão líquido no banheiro. E, muita informação, com pôsteres que promovam a lavagem das mãos sempre que chegar da rua, antes das refeições e após utilizar o vaso sanitário. Isso vale para todos e sempre!

Emily Sobral
Jornalista em SST
(11) 4238-1955 / 99655-0136
www.segurancaocupacionales.com.br

Top